14/12/2018

Após pouso de emergência no Rio, Elza Soares volta para Nova York para show

Por Felipe Branco Cruz
Publicado originalmente no UOL em 04/08/2017

Elza Soares sofreu um susto nesta sexta-feira (4) após o voo que a levaria para Nova York fazer um pouso de emergência no Rio de Janeiro. A cantora e sua equipe deveriam ter viajado nesta madrugada, mas uma das turbinas do avião da American Airlines pegou fogo e a aeronave retornou para o aeroporto. Neste momento, a cantora está em um hotel descansando e aguardando a próxima viagem.

A cantora deverá embarcar ainda nesta sexta-feira às 19h30 para Nova York. Ela fará um show no sábado, às 20h, no Central Park, dentro da turnê “A Mulher do Fim do Mundo”. A informação foi confirmada ao UOL por Giuliano, seu produtor e assistente pessoal.

“Elza me disse que não estava com um bom pressentimento, que ela tinha sentido algo ‘esquisito'”, disse Giuliano. “Após 3h30 de vôo, quando sobrevoávamos Brasília, o avião começou a tremer. O comandante só avisou aos passageiros que voltávamos para o Rio de Janeiro quando faltava 25 minutos para o pouso”, afirmou o produtor.

Giuliano disse ainda que o comandante pediu para os passageiros não se preocuparem com a quantidade de ambulâncias e caminhões do corpo de bombeiros que estariam na pista. “Elza se manteve tranquila, mas em silêncio. Só nos restou rezar. O pouso, graças a Deus, foi suave. Minha maior preocupação era com a coluna da Elza [a cantora não consegue ficar em pé por longos períodos e em seus shows ela se apresenta sentada em um trono]”, contou.”

No Twitter,a cantora Elza Soares disse que ficou muito assustada. “Fizemos um pouso horrível. Ninguém avisou nada. Quando vimos, já estávamos voltando ao Rio e pousando depois de horas. Um caos”, escreveu a cantora.

Lenda do samba

O jornal The New York Times publicou uma extensa reportagem nesta sexta-feira sobre Elza Soares. A reportagem, com o título “Elza Soares, uma venerada e destemida lenda do samba traz seu trono para Nova York”, afirma que ela é uma das mais renomadas sambistas do Brasil e que suas novas músicas privilegiaram as letras incisivas que denunciam a violência contra a mulher.

Na reportagem, o jornal destacou que a cantora se apresentará sentada em um imenso trono, por conta de seus problemas nas costas, e será acompanhada por um grupo de jovens músicos e artistas.

O jornal lembrou que a cantora não se apresenta no país há 20 anos e que no Brasil ela se transformou em uma figura mítica. A reportagem destaca ainda o posicionamento político de Elza que em outras apresentações da turnê pediu para o público cantar por “Diretas Já”.

No exterior, a última apresentação da cantora foi no festival de Roskilde, na Dinamarca, onde ela fez um show impecável e foi acompanhado pela reportagem do UOL. E mesmo falando em português durante todo o show, ela botou os dinamarqueses para sambar.

O que você achou dessa notícia? Comente