21/11/2018

De lenços a chifre de rena: conheça os pedestais mais criativos da música

Por Felipe Branco Cruz
Publicado originalmente no UOL em 10/08/2017

Para alguns cantores, o pedestal não é apenas um apetrecho que segura o microfone. Ele também faz parte da identidade da banda.

Quer um exemplo? Steven Tyler, vocalista do Aerosmith, não sobe no palco se seu pedestal não estiver decorado com lenços e echarpes coloridas.

A cantora Mariah Carey não deixa o glamour de fora nem quando está segurando o microfone. Seus acessórios são todos cravejados de cristais que dão um incrível visual aos shows.

Já a banda de metal Korn, tem um pedestal com sinuosas curvas femininas, batizado de “The Bitch” (A Vadia), que acompanha o vocalista em todas as suas apresentações.

Conheça abaixo a história dos pedestais diferentões dos cantores que dão aquele charme no palco.

Mais do que segurar o microfone

Aerosmith
Em uma entrevista de 2007, Steven Tyler disse que o ritual de amarrar lenços em volta do pedestal começou por acaso. Ele sempre usava em seus shows a mesma camisa de macramé e lenço indiano na cabeça, até que um dia eles passaram a lhe incomodar. Para dar boa sorte, ele passou a amarrá-los no pedestal. O visual se tornou a marca registrada do artista, que usa o pedestal como “cabide” para outros lenços utilizados durante as apresentações.

Korn
Jonathan Davis tem uma musa. E ela atende pelo nome de The Bitch (A Vadia). Trata-se de seu pedestal de microfone, que é levado para todos os shows do Korn. E não é um pedestal qualquer. Ele foi desenhado pelo pintor e escultor suíço H.R. Giger, vencedor do Oscar de melhor efeitos visuais pelo filme “Alien” (1980). O resultado é um pedestal com formas femininas sinuosas, porém com diversos elementos biomecânicos, como tubos e fios. Hoje o pedestal é considerado por Davis como o sexto membro da banda.

Avril Lavigne
A skater girl Avril Lavigne sempre teve esse visual produzido milimetricamente para parecer rebelde sem ser desleixada. O reflexo mais evidente são suas roupas rasgadas e tênis All Star. O resultado é uma mistura de menina rebelde super feminina e sensual. Essa preocupação aparece também no pedestal de seu microfone que é cor de rosa e sempre se destaca no palco.

Freddy Mercury
Freddy Mercury transformou o pedestal de microfone do Queen em um verdadeiro cetro, digno de uma rainha. O pedestal (sem pé) virou uma das marcas registradas do cantor, que o utilizava para reger a plateia em concertos que lotavam estádios.

Five Fingers Death Punch
Embora seja relativamente nova, formada em 2005, a banda de heavy metal americana Five Finger Death Punch já entrou para o rol de grupos que se destacam por seu estilo. O pedestal customizado da banda tem uma arma apontada para o rosto do cantor. Logo embaixo, uma caveira e ossos complementam o sinistro visual. O pedestal, no entanto, não é usado em todos os shows. Apenas em ocasiões especiais.

Mariah Carey
Os agudos de Mariah Carey não podem ser cantados em um microfone qualquer. Nos shows da cantora, é comum ver o pedestal e o microfone cravejados de cristais Swarovski em um visual glamouroso. Alguns anos atrás, com problema em segurar os cabelos e cantar ao mesmo tempo, ela chegou a perguntar no palco onde estava seu pedestal. Foi prontamente atendida. Na internet, é possível comprar na Inglaterra um pedestal semelhante de Swarovski por mais de R$ 4.000.

Jonne Järvelä
Você não precisa conhecer o finlandês Jonne Järvelä, fundador da banda de folk metal finlandesa Korpiklaani, para eleger seu pedestal de microfone um dos mais criativos da música. No palco, o artista usa imensos chifres de renas que dão um visual assustador e ao mesmo tempo condizente com o estilo folk da banda.

O que você achou dessa notícia? Comente