23/06/2018

Diretor de ‘X-Men: Novos Mutantes’ pensa em fazer sequência no Brasil

Por Felipe Branco Cruz
Publicado originalmente no UOL em 08/12/2017

O painel sobre o filme “X-Men: Novos Mutantes”, na tarde desta sexta-feira (8) durante a CCXP 2017 (Comic Con Experience), compensou a escassez de cenas inéditas com um animado bate-papo com a equipe do longa: os atores brasileiros Henry Zaga e Alice Braga, o diretor Josh Boone, produtor Knate Lee e o quadrinista Bill Sienkiewicz. O longa sobre o grupo de super-heróis mutantes adolescentes treinados pelos X-Men estreia no Brasil no dia 13 de abril de 2018.

Boa parte da conversa com o elenco foi em inglês, mas Henry Zaga chegou a pedir licença para falar em português. O astro, que atuou nas séries “Teen Wolf” e “13 Reasons Why”, vai interpretar o mutante brasileiro Mancha Solar em “Novos Mutantes”. Zaga adiantou que seu personagem vai ter várias falas em português. “E com sotaque carioca”, brincou ele, que não conhecia o personagem até pegar o papel. “Quando passei no teste, eu comprei mais de cem quadrinhos e li todos para tentar ser o mais fiel possível ao personagem. Ele tem uma personalidade difícil e instável”.

Já Alice Braga, que interpreta a Dra. Cecilia Reyes, disse que atuará como uma mentora dos novos mutantes. “Uma das coisas que eu mais gosto na saga ‘X-Men’ é que os mutantes são uma metáfora dos dias atuais. Eles são outsiders, que não são aceitos pela sociedade e têm que esconder suas condições com medo de preconceito”, disse a brasileira. “É muito bom falar sobre esse filme em português. Até agora eu só tenho falado em inglês sobre ele”, disse ela, lembrando que foi uma das últimas atrizes a ser escalada para o filme, substituindo Rosario Dawson.

O diretor Josh Boone, que também dirigiu “A Culpa é das Estrelas”, explicou sobre o clima da história. “É um filme de suspense, de terror. Talvez seja o primeiro longa-metragem de super-heróis de terror. Eu quis passar essa sensação”. Henry completou: “A gente tinha interesse em mostrar algo aterrorizante e não super legal. Eles estão nesse lugar por causa dos poderes dele”.

Quase no final da apresentação, Boone revelou que está cogitando fazer a continuação do longa-metragem no Brasil. “Acho que vamos filmar a segunda parte por aqui. O que vocês pensam disso?”, provocou o diretor. O diretor não descartou ainda um crossover com outros personagens da Marvel, como Deadpool e Logan. “Pode, sim, rolar algo. Mas é algo que ainda estamos vendo. Não é nada fechado”.

Alice também conversou com o UOL sobre as recentes denúncias de assédio sexual em Hollywood. “Graças a Deus eu nunca passei por isso. Eu conheci Harvey Weinstein quando fiz ‘Cidade de Deus’, mas ele nunca fez nada. Mas já deu, né? Esse tipo de coisa não pode ser escondido ou silenciado. Tem muita gente que vive isso diariamente. Se nós que estamos em frente às câmeras já sofremos isso, imagine as pessoas nas pequenas e médias empresas que não denunciam porque não podem perder os empregos ou são oprimidas”, lamentou.

O que você achou dessa notícia? Comente