15/12/2017

Documentário sobre Leonard Nimoy mostra relacionamento conturbado com filho

Adam Nimoy, filho do ator Leonard Nimoy, que interpretava Spock na série “Star Trek” apresentou em primeira mão para o público brasileiro, no segundo dia da Comic Con Experience (CCXP), o documentário “For The Love of the Spock”. O filme conta história de seu pai e a criação de um dos personagens mais famosos da cultura pop. Os produtores anunciaram ainda que o filme estará disponível nas próximas semanas no Netflix.

Um dos destaques do documentário foi o tom emocional e a briga que pai e filho tiveram por alguns anos. “É sempre difícil falar da vida pessoal. Estávamos fazendo um documentário e não um reality sobre as Kardashians”, afirmou Adam. “Mas os produtores me disseram que seria interessante trazer para o documentário algo que só eu poderia entregar, algo que nenhum outro diretor teria a capacidade de fazer”, completou.

Nos últimos anos de vida de Leonard, que morreu em 2015, Adam ficou bastante próximo do pai e, por isso mesmo não se sentiu incomodado de falar da vida pessoal. “Por muitos anos meu pai foi ausente e teve problemas com álcool. E eu, devo assumir, também tive meus problemas com drogas”, disse. “Quando a gente brigava, eu saía na rua e via ele em todos os outdoors. Quer dizer, era difícil se afastar”.

O documentário começou a ser feito em novembro de 2014 para celebrar os 50 anos de Spock, porém, após a morte do pai, Adam decidiu fazer um filme que fosse além do personagem. “Precisávamos expandir o legado do meu pai”.

Acompanhado do produtor do documentário David Zappone, Adam revelou que Leonard foi convidado para participar do mais recente filme “Star Trek: Sem Fronteiras”. “Pela primeira vez, meu pai disse não para um projeto de Star Trek. Ele já estava muito doente e ficou muito triste, mas entendeu que não seria possível”, explicou. O próximo projeto de Zappone e Adam será um documentário sobre a série “Deep Space Nine”.

O documentário mostra diversas cenas de Leonardo Nimoy jovem, no início da carreira, e revela como ele começou a atuar em “Star Trek”. E com direito a curiosidades sobre como foi feita a primeira orelha do personagem e a polêmica da sobrancelha empinada. “Foi um problema na época, porque o pessoal tinha medo das pessoas associarem com o demônio”, explica Nimoy em uma entrevista antiga exibida no documentário.

Entre os convidados entrevistados, estão os principais atores de época, o diretor do novo filme e até o ator Jim Parsons, que interpreta o personagem Sheldon na série de TV “The Big Bang Theory”.

Adam encerrou o painel dizendo em português uma das frases mais marcantes do personagem do pai: “Vida Longa e próspera”.

O que você achou dessa notícia? Comente