23/06/2018

Louco por futebol, público de festival de música nos EUA vê jogo em telão

Por Felipe Branco Cruz, em Austin (EUA)*
Publicado originalmente no UOL em 08/10/2017

Quem passasse próximo à tenda Beer House do Austin City Limits e ouvisse uma multidão gritar poderia pensar que eles estavam vibrando com o show da sua banda favorita. Só que não. O Texas é um dos estados mais fanáticos por futebol americano e um imenso telão foi montado dentro da tenda para exibir os principais jogos da rodada.

O UOL está transmitindo os principais shows do Austin City Limits, em parceria com a Red Bull TV. Assista aqui.

Algo semelhante até poderia acontecer no Brasil com o futebol, dado o nosso amor pelo esporte, mas até hoje nenhum festival nacional teve essa ideia. Embora o fã mais fanático ainda possa acompanhar o jogo pelo celular. Porém, o mais inexplicável é o que leva uma pessoa que pagou US$ 250 (cerca de R$ 800) a deixar de curtir o show da sua banda favorita para assistir a um jogo que está sendo transmitido de graça na TV aberta.

No sábado, por exemplo, durante o show do Red Hot Chili Peppers e Chance The Rapper, o telão estava exibindo a partida entre Kansas State e o Texas Longhorns (time universitário de Austin) e cerca de 800 pessoas acompanharam a partida, vencida pelo time da casa. Na sexta-feira, o telão exibia os jogos da liga de basebol. Neste domingo, mais um jogo de um time do estado, o Dallas Cowboy contra Green Bay Packers, que rolou no estádio de Dallas.

“Está muito quente. Hoje fez 45 graus aqui em Austin e a tenda tem ventiladores e cerveja gelada”, disse David Belderas, 28, torcedor do Dallas. “Acho que o clima dessa tenda combina com futebol, além disso, o show do Gorillaz só vai começar mais tarde”.

Entre os torcedores era possível ver também muitas mulheres. Lea Black, 33, que estava acompanhada do marido britânico Tom, 34, explicou que o estado é que dos três dos Estados Unidos tem as mulheres mais fanáticas por futebol americano. “O outros dois são a Flórida e Ohio”.  Lea, que é de Ohio, ao invés de torcer estava ali só para “zicar” os times adversários. “To torcendo contra o Dallas porque vai ser bom para o meu time”, disse ela.

Seu marido, que é fã do futebol tradicional e torcedor do Manchester United, explicou que a temporada do futebol americano é muito curta. “São apenas 16 jogos em 4 meses. Então, se você perde um jogo, perde muita coisa. Não é igual na premier league da Inglaterra, que temos 36 jogos durante um ano inteiro”.

*O Repórter viajou a convite da Red Bull TV

O que você achou dessa notícia? Comente