15/12/2017

‘Manual do Escoteiro Mirim’ teria inspirado alfabeto de jovem do Acre?

O “Código Secreto Marciano”, publicado no livro “O Manual do Escoteiro Mirim”, pode ter inspirado o misterioso alfabeto utilizado pelo estudante de psicologia Bruno de Melo Silva Borges, 24, em seu quarto no Acre. Pelo menos é o que se acredita nas redes sociais. O rapaz desapareceu no dia 27 de março e seus pais encontraram inscrições criptografadas nas paredes, além de 14 livros escritos à mão e com a mesma linguagem.

Se essa inspiração é verdade ou não, ninguém sabe ainda, mas a analogia com o clássico infantil pode fazer sentido. O “Manual do Escoteiro Mirim” foi lançado originalmente pela editora Abril em 1971 e relançado no ano passado. O livro, protagonizado por Huguinho, Zezinho e Luisinho, sobrinhos do Pato Donald, traz dicas para crianças sobre como reconhecer as estrelas, descobrir o Norte e o Sul pela posição do sol, construir barracas na selva, entre outros ensinamentos sobre escotismo, sempre em uma linguagem infantil e didática.

O “Código Secreto Marciano” está na página 70 do Manual e substitui as letras do alfabeto por uma série de sinais e pontos. No texto de explicação do livro, os sobrinhos do Pato Donald convidam: “Só quem tiver as tabelas ao lado poderá decifrar (…) Mãos à obra, Escoteiro-Mirim! O Código Secreto ‘Marciano’ é seu! Use-o com os seus amigos”.

A descrição do código ocupa duas páginas do livro e mostra uma brincadeira dos três sobrinhos com o Tio Patinhas. No texto, os meninos explicam o que é um alfabeto: “Uma série de sinais convencionais com os quais formamos as diferentes palavras segundo a posição de cada sinal, isto é, letra”. E conclui: “Se trocarmos esses sinais conhecidos por outros, com a mesma equivalência, o que acontece? Acontece que ficamos com um código secreto”.

A semelhança entre o caso no Acre com o “Código Secreto Marciano” foi descoberta por internautas, que se juntaram para tentar traduzir os textos deixados pelo rapaz. Ao comparar a chave de decodificação deixada por Bruno (veja as foto abaixo) e os sinais do Código Marciano, foram encontradas algumas semelhanças.

Manual do Escoteiro Mirim

O relançamento do “Manual do Escoteiro Mirim” é uma reprodução fiel do original, com os mesmos textos e ilustrações do livro lançado há 45 anos. A reimpressão da obra, um clássico infantil, gerou uma onda de nostalgia nas redes sociais, principalmente entre adultos de 35 a 50 anos que cresceram com o livrinho, um guia para crianças aventureiras.

Com ele é possível ainda aprender a contar até dez como os egípcios, usar o código Morse, dar banho no cachorro, fazer fogueiras, dar vários nós diferentes, consertar um pneu de bicicleta furado e a escrever usando tinta invisível.

Mais simples, impossível.

O que você achou dessa notícia? Comente